O que a menina Li consegue captar por aí com a sua Sony...e mais alguns vipes e divagações!

New stuff

Damn!

Até tu, Brutus?!

You wouldn't!!!

Nooooooooooooo

Já chega de cartões, pode...

Bam!

I know nothing and I'm go...

É...

This.

Do Português!

Old (but good) stuff

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Segunda-feira, 30 de Setembro de 2013

Das legislativas

Tinha ontem uma conversa com um amigo, que me tentava explicar porque é que não vai votar. Chamem-me naive, chamem-me o que quiserem, mas eu ainda sou crente na democracia, por isso voto (e orgulho-me de nunca ter falhado um voto, sequer!). E até estar no poder, sejam legislativas, presidenciais ou o raio, o partido no qual votei, na altura que votei, ninguém me pode tirar essa crença.

Porque eu sei que hoje em dia, esta sede de poder, esta ganância, ou o "tachismo" (vem de tacho, get it? Que é o que muiiitos querem), como costumo dizer, leva a que isto já não seja democracia no seu sentido mais lato, a meu ver, mas deixar de votar...epa, tão venha de lá um ditador porque eu não tenho nada para dizer? Para mim faz-me sentido votar, mesmo que em branco, mas votar. Mais que não seja porque sou gaja e quero fazer valer a pena aquelas que um dia morreram e fizeram das tripas coração para todas as mulheres terem direito ao voto!

 

Mas lá por ter ido, de acordo com as minhas convicções, votar, não faz de mim mais feliz hoje, não. Basta pensar que ficou muita coisa na mesma, que me faz crer que anda tudo satisfeito. Ou que,  muitas mais pessoas viram a Casa dos Degredos, ai Segredos (desculpem, teve mesmo de ser) do que as que foram votar.

 

Portanto, só dá mais força à minha teoria de conspiração "isso, isolem o povo, tornen-no rude, bronco, os ignorantes são mais felizes e menos revoltados".


Ela é que sabe, a Li às 13:38

link do post | favorito

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Who's this chick anyway?

Pesquisar

 

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Tags

todas as tags

Coisas mais lindas

Bom dia

blogs SAPO

subscrever feeds