O que a menina Li consegue captar por aí com a sua Sony...e mais alguns vipes e divagações!

New stuff

Damn!

Até tu, Brutus?!

You wouldn't!!!

Nooooooooooooo

Já chega de cartões, pode...

Bam!

I know nothing and I'm go...

É...

This.

Do Português!

Old (but good) stuff

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Quinta-feira, 2 de Abril de 2015

Da alimentação

Já várias vezes vi crianças obesas ou com excesso de peso e afirmei, categoricamente, que devia ser considerado maus tratos! Alguém que cria nos seus filhos, deliberadamente, mais hipóteses para contraírem doenças no futuro (e não só!) não está a fazer a coisa bem. E não há a condescendência de não saberem. TODA a gente sabe que há coisas que fazem mal, não se diz só por dizer. Informação é poder e está ao alcance de qualquer um.

Mas os miúdos com excesso de peso não são os únicos mal alimentados. Os magros também! Eu até me arrepio, quando sei que há miúdos que comem chocapics e estrelitas e afins de manhã ao pequeno almoço, e que depois ainda levam manhanzitos para o lanche ou bolahchas de chocolate de pacote ... e que qd vão ao café com os pais em vez de beberem um copo de leite bebem um ice tea...e pior, ver bebés no macdonalds?! Sério isto é tudo coisas que me fazem imensa confusão e inclusivé já foi, muitas vezes, tema de discussão cá em casa.

Mas remar contra a maré é difícil e eu, mesmo não tendo filhos ainda, ameaço imensas vezes os meus pais que ai deles se um dia entupirem uma criança minha com porcarias que só irá, eventualmente comer, quando não tiver mesmo controlo naquilo que come. Da sogra já nem falo porque, com conhecimento de causa, é horrível neste aspeto, mas mais uma vez, remar contra a maré sozinha foi sempre difícil.

Isto tudo a propósito deste artigo, que eu acho importante todos os pais e pais to become lerem.

http://visao.sapo.pt/o-acucar-e-o-maior-veneno-que-damos-as-criancas=f815340

Porque uma coisa é sermos adultos, com informação sobre as coisas, e ainda assim, decidirmos fazer/comer coisas menos saudáveis, sabendo as possíveis consequências disso, outra é darmos isso às nossas crianças sem eles terem possibilidade e conhecimento para decidirem por eles. É errado. Muito errado.

E não, isto não é hipocrisia e não venham cá dizer (como já aconteceu quando dou a minha opinião) "quando tiveres filhos logo vês" que eu não tive mas já tive a experiência com uma criança que era como se fosse e sempre fui peremptória naquilo que fazia por ela relativamente a este tema. Se não fiz mais foi porque não tinha poder para tal!


Ela é que sabe, a Li às 15:41

link do post | Diga lá de sua justiça | favorito

Who's this chick anyway?

Pesquisar

 

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Tags

todas as tags

Coisas mais lindas

Bom dia

blogs SAPO

subscrever feeds